• Carlos Daleno

Parque Nacional da Serra da Canastra, um dos melhores lugares de Minas para trilhar a pé ou de moto

Atualizado: 17 de mar.


Hoje, 2 de Dezembro, é o aniversário de 301 anos do Estado de Minas Gerais. A data marca a criação da Capitania de Minas Gerais, em 1720.


Para celebrar a data, além de parabenizar todo o povo mineiro, nós vamos dar uma super dica de um dos melhores e mais lindos lugares que Minas tem para fazer trilhas a pé ou de moto: o Parque Nacional da Serra da Canastra.


E olha que Minas tem muitos - mas muitos mesmo - lugares maravilhosos para trilhar, hein.


Onde fica a Serra da Canastra?


Como disse acima, a Serra da Canastra é uma das diversas maravilhas oferecidas por Minas Gerais e um destino perfeito para quem ama uma boa aventura, lindas paisagens e o contato com a natureza.


Criado em 1972, o Parque Nacional da Serra da Canastra tem 71.525 hectares demarcados e é dividido em duas áreas, a Alta e a Baixa, que abrigam suas entradas através dos municípios próximos.


Na parte Alta existem três portarias a partir de cidades São Roque de Minas, São João Batista e Sacramento. Já na parte Baixa está a portaria de São José do Barreiro.


As altitudes variam entre 900 e 1.496 (torre da Serra Brava) e a vegetação predominante são os campos rupestres, com manchas de cerrado e matas ciliares.


A área reúne basicamente dois maciços: a Serra da Canastra e a Serra das Sete Voltas, com o vale dos Cândidos no meio.


O relevo acidentado e a vegetação rasteira produzem uma paisagem única, com grandes vistas panorâmicas e muitas cachoeiras com altura acima dos 100 metros.


As características do relevo e da vegetação favorecem também a observação de animais selvagens, como o tamanduá-bandeira, o lobo-guará e o veado-campeiro.


Roteiro de viagem pela Serra da Canastra


A primeira de todas as dicas é: acesse a Serra da Canastra por São Roque de Minas, pois a cidade apresenta a melhor estrutura para receber visitantes, com muitas opções de pousadas, hotéis, restaurantes, bares, lojas, etc.


Acessando por São Roque de Minas, vá pela MG-341 que conta com 58 km de estrada asfaltada, até a parte baixa da Serra. Na portaria de Casca D´anta se prepare para 26 km de estrada de terra, por isso cuidado em épocas chuvosas.


Além das cidades de “acesso”, é possível conhecer várias outras cidades durante o passeio. Alguns turistas fazem o “Circuito Canastra” percorrendo todas as cidades ao redor, que inclui Sacramento, São João Batista do Glória, São Roque de Minas, Araxá, Bambuí, Campos Altos, Ibiá, Medeiros, Perdizes, Tapira e Tapiraí.


Termas, cachoeiras, serras, grutas e fazendas centenárias são algumas das atrações que você poderá conferir durante o circuito, um prato cheio para quem ama atividades na natureza e, por que não, adrenalina.


Onde se informar sobre turismo na Serra da Canastra?


A Tamanduá Ecoturismo é uma agência de turismo de aventura especializada para quem quer se aventurar pela Serra da Canastra.


Não é a toa que o site é https://www.serradacanastra.com.br/. Se preferir, o Instagram dos caras é @tamandua_eco.


Eles são os guias certos capazes de oferecer uma enorme gama de roteiros, hospedagens e atividades para você ficar com aquela vontade enorme de voltar.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo